Retilínea

Quantas curvas há em ti,
ó retilínea Avenida Paulista?

Teus prédios retos
e seus detalhes arredondados.
Tuas calçadas planas
com gentes variadas.
Tuas moças apressadas
sempre tão modernas.
Tuas mulheres elegantes
sempre tão austeras.

Um paraíso nascente de gentes,
a consolação de meus sonhos,
retrato de minha cidade.
Quantas curvas há em ti,
ó retilínea Paulista!

Anúncios